Realizou-se no passado dia 23 de abril a Rota da Sementeira do Linho que uniu os dois principais polos de produção de linho do concelho de Ribeira de Pena, Cerva e Limões.

A partir do Museu do Linho em Limões, os participantes percorreram uma parte da Rota do Linho, percurso pedestre que une vários pontos de interesse relacionados com esta tradição na freguesia, uma oportunidade para apreciar os mais importantes sítios de interesse patrimonial e paisagístico do vale do Rio Póio. A meio do percurso foi possível visitar a Cooperativa de Artesãos Cervenses, onde os participantes puderam conhecer os panos mantêses típicos de Cerva e apreciar o trabalho exímio das tecedeiras no tear. Após a caminhada foi realizada no Museu do Linho uma sementeira simbólica para assinalar o início da época das sementeiras do linho na freguesia. Os participantes disfrutaram ainda de uma visita guiada ao museu acompanhados pelas tecedeiras do Grupo de Tecelagem de Limões, que recriaram as várias fases do trabalho artesanal do tratamento do linho e mostraram a mestria da produção dos panos rifados de Limões no tear. No final, os Centros de Convívio brindaram os participantes com bolachas de linhaça, elaboradas nos espaços do próprio museu.

A Rota da Sementeira do Linho foi organizada pelo Município de Ribeira de Pena através do Ecomuseu, em colaboração com a Natourtracks, a Cooperativa de Artesãos Cervenses e o Grupo de Tecelagem de Limões – Cooperativa de Artesanato. Este evento marcou o início de um conjunto de atividades em torno da produção artesanal do linho que irão marcar a atividade do museu ao longo do ano.