O Ecomuseu de Ribeira de Pena acolheu entre 15 e 19 de outubro de 2019 uma delegação do Ecomuseu Ilha Grande, do Rio de Janeiro, no âmbito de um intercâmbio internacional promovido pelo Ibermuseus entre as duas instituições.

A delegação do Ecomuseu Ilha Grande, representada por Gelsom Rozentino, Coordenador Geral, e Vivianne Valença, Coordenadora do Museu do Cárcere, acompanhou durante este período a equipa técnica do Ecomuseu de Ribeira de Pena nos seus trabalhos e atividades e conheceu os diferentes museus e espaços culturais em funcionamento e em desenvolvimento no concelho. Tomou ainda contacto com a comunidade e o território que caracterizam a ação do Ecomuseu de Ribeira de Pena, bem como os projetos de valorização patrimonial em curso.

A visita da delegação do Ecomuseu Ilha Grande permitiu também a partilha de experiências profissionais entre as duas equipas técnicas, em termos de desenvolvimento de projetos culturais e de intervenção junto da comunidade, enriquecendo a capacidade de atuação das duas instituições.

A delegação foi recebida pelo executivo da Câmara Municipal de Ribeira de Pena que felicitou o intercâmbio, abrindo a porta à criação de um futuro protocolo de colaboração entre os dois ecomuseus.

Criado em 2007, o Ibermuseus é o órgão intergovernamental dedicado à promoção e articulação de políticas públicas para a área dos museus no Espaço Cultural Ibero-Americano e o principal programa de cooperação para os museus da Ibero-América, com o objetivo de promover o fortalecimento das instituições museológicas existentes na região da sua intervenção. O presente intercâmbio entre as duas instituições foi financiado pela Bolsa de Capacitação que visa facilitar a troca de conteúdos, experiências, práticas e conceitos e o desenvolvimento de projetos de pesquisa relacionados com áreas específicas da museologia.

O Ecomuseu Ilha Grande é uma unidade cultural da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e visa a preservação, pesquisa e divulgação do meio ambiente, história e vida sociocultural da Ilha Grande, compreendendo uma área natural de 193 km2 recentemente reconhecida pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade. É composto por quatro núcleos: Museu do Meio Ambiente, Parque Botânico, Centro Multimédia e Museu do Cárcere, espaços com uma ação no território muito semelhante à do Ecomuseu de Ribeira de Pena.